Por que as baterias dos celulares duram tão pouco?

Quem sou
Joel Fulleda
@joelfulleda
Por que as baterias dos celulares duram tão pouco?

Aqui estão 5 razões

A maioria das pessoas usa smartphones ao longo do dia. O problema é que, porém, mesmo com uso limitado, são poucos os celulares capazes de te acompanhar até a meia-noite com uma única carga e sem esgotar.





Com o preço dos modelos topo de gama que facilmente atinge os mil euros, seria-se levado a pensar que os fabricantes teriam encontrado formas de fazer o smartphone durar sem problemas o dia todo.

Infelizmente, a maioria dos telefones está equipada com bateria com recursos idênticos aos dos modelos anteriores.

Aqui estão as razões pelas quais a bateria do seu celular não pode durar um dia inteiro sem ser colocada na tomada para recarregar.

Você pode encontrar todas as baterias sobressalentes para qualquer celular aqui, a preços imbatíveis!

1) Quanto mais potente for, maior será o consumo

Por que a vida útil da bateria não melhorou com o tempo? A resposta muito simples é que os smartphones atuais consomem mais energia. Vamos tomar a linha Samsung Note como exemplo. Estes telemóveis são tidos como exemplo pela excepcional duração das baterias utilizadas. Uma pena, no entanto, que muito pouco mudou desde o lançamento do primeiro Galaxy Note.

Em 2011, a Samsung lançou o Galaxy Note com um 2500 mAh que durou cerca de um dia, obviamente dependendo do uso. A versão mais recente do celular, o Galaxy Note 9, tem um 4000 mAh. Seria de esperar uma duração superior a 60%, mas na prática não é esse o caso.

O Galaxy Note 9 apresenta uma tela AMOLED muito maior, mais brilhante e com resolução mais alta. Além disso, possui um processador muito mais rápido, gráficos mais poderosos e mais RAM. A telona é o principal suspeito do consumo da bateria.


Além disso, nossos telefones celulares mais e mais aplicativos estão sendo executados no fundo. E se por um lado isso significa que recebemos notificações na hora e nossas fotos são sincronizadas automaticamente com a nuvem, por outro lado nossos aparelhos consomem cada vez mais energia.


E não é tudo: tente somar todas as formas de conectividade ativas em uníssono a qualquer hora do dia, como 4G, Wi-Fi, Bluetooth e NFC e você terá uma ideia de quanto isso pode impactar a bateria.

Os fabricantes incluíram vários recursos para economia de energia. Alguns dispositivos têm resoluções de tela modificáveis ​​para reduzir o número de pixels a serem exibidos. Não há dúvida, entretanto, de que quanto mais poderoso um dispositivo, mais energia ele absorve.

2) Telefones celulares cada vez mais finos

Os smartphones, com o tempo, estão "perdendo peso" cada vez mais. O iPhone em 2007 tinha 11.7 mm de espessura, hoje (com a versão XS) apenas 7.6.

Se os telefones celulares são mais finos, no entanto, há cada vez menos espaço dentro deles para os componentes. E os fabricantes estão colocando baterias cada vez menores. Ainda existem celulares com Baterias de 5000 mAh, mas eles são geralmente mais grossos do que um modelo top de linha típico. E com as tendências estéticas atuais, é improvável que telefones celulares "grandes" sejam reintroduzidos no curto prazo.

3) Baterias e velocidade de carregamento

Outra razão pela qual a bateria dura tão pouco é porque os fabricantes não têm interesse em melhorá-la.

Hoje, se você notou, nos concentramos mais na velocidade de carregamento e no carregamento sem fio, em vez de nos concentrarmos na capacidade da bateria em si.


Por isso, ao invés de fornecer baterias de grande capacidade, as empresas podem propor dispositivos que melhorem o processo de carregamento. Típico é o caso da Apple vendendo (separadamente) um dispositivo de carregamento rápido e cápsulas de bateria que podem estender a vida útil da bateria do iPhone.

4) A deterioração ao longo do tempo

Se você já possui um smartphone há mais de dois anos, já sabe que as baterias de íon de lítio se desgastam com o tempo. Embora sejam recarregáveis, eles retêm sua capacidade máxima por um número limitado de ciclos. As baterias modernas duram, em média, de um a três anos (obviamente dependendo de como são usadas).


Este era um problema relativo nos primeiros dispositivos Android. Em telefones celulares mais antigos, você poderia simplesmente destacar o painel traseiro e comprar uma bateria de reposição do fabricante oficial ou de terceiros.

Hoje, porém, o consumidor tem que ir direto ao fabricante se realmente deseja uma bateria nova.

5) O desenvolvimento da bateria ficou para trás

A tecnologia de íons de lítio, que tem sido usada há décadas, está melhorando, embora muito lentamente. É por isso que até hoje as baterias modernas tendem a se desgastar muito rapidamente. E eles dependem do tamanho, assim como aqueles que os precederam.

Dada a onipresença de smartphones, e até de carros elétricos e vestíveis, a pressão por melhorias e possíveis substituições já existe há anos. Quem sabe, porém, quando resultados concretos virão.

 

A bateria do seu celular acabou agora? Compre o novo aqui com os melhores preços!

 

Em resumo, aqui estão os 5 razões pelas quais seu smartphone não pode durar o dia todo:

1) Dispositivos modernos consomem energia mais rápido

2) Os telefones celulares estão "ficando mais finos" e têm menos espaço para baterias

3) Os fabricantes não têm interesse em fornecer baterias maiores

4) As baterias de íon de lítio se desgastam com o tempo

5) A tecnologia por trás do desenvolvimento de baterias está em descompasso com o tempo

Áudio vídeo Por que as baterias dos celulares duram tão pouco?
Adicione um comentário do Por que as baterias dos celulares duram tão pouco?
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.